Veja como combater o aquecimento global no dia a dia

O governo anunciou nesta sexta-feira (13) um compromisso para diminuir as emissões dos gases do efeito estufa em até 38,9% até 2020. Mas não são apenas as indústrias e empresas que precisam reduzi-las, você também pode fazer a sua parte para ajudar na diminuição desses gases que jogamos na atmosfera. Não é errado andar de carro nem usar a eletricidade. Só precisamos usá-los com mais inteligência.

Veja algumas dicas que podem fazer diferença para ajudar a salvar o planeta:

Carro

Quanto menos gasolina você gastar, menor o impacto sobre o ambiente. Por isso, mantenha o motor regulado e só use o ar-condicionado se for muito necessário porque ele faz o carro consumir até 5% mais de combustível.

Sempre que puder, pegue ou dê carona para ir ao trabalho, por exemplo. Quanto mais gente dentro de um carro, menos automóveis nas ruas. Experimente deixar o carro uma vez por semana na garagem: você deixará de emitir 440 kg de CO2 na atmosfera.
Quando for trocar de carro, escolha o modelo menos poluente. Carros menores e de motor 1.0 consomem bem menos.

Pequenas distâncias

Sempre que puder, para pequenas distâncias, pegue um ônibus, vá de bicicleta ou a pé.

Energia elétrica

Toda vez que usamos a eletricidade ajudamos a soltar os gases do efeito estufa no ar. Sempre que deixar um cômodo, desligue as luzes. Apague o aparelho de televisão e o computador quando não os estiver usando.

Plante uma árvore

Plantar árvores é uma ótima forma de ajudar a reduzir o efeito estufa. As árvores absorvem o gás carbônico, um dos gases do efeito estufa, do ar.

Recicle

Recicle latas, garrafas, sacos de plástico e jornais. Quando você recicla, você manda menos lixo para o depósito e ajuda a economizar recursos naturais, como árvores, petróleo e materiais como o alumínio.

Compre produtos reciclados

Procure pelo símbolo de que um produto é reciclado – três flechas que formam um círculo – na embalagem. Produtos reciclados geralmente são feitos de materiais que já foram usados. Geralmente se gasta menos energia para fazer produtos reciclados do que para fazer novos. Quanto menos energia usarmos, melhor.

Compre produtos inteligentes

Ao comprar lâmpadas ou eletrodomésticos, procure os que têm o selo Procel (Programa de Conservação de Energia Elétrica). Ele garante que o produto gasta menos energia elétrica do que produtos semelhantes sem o selo.
Você também pode procurar pela etiqueta de eficiência energética do Programa Brasileiro de Etiquetagem do Inmetro. Exibida em geladeiras, freezers, chuveiros ou máquinas de lavar roupas, ela mostra qual o consumo de eletricidade e o grau de eficiência energética do aparelho, que vai de A (mais eficiente) a G (menos eficiente).

Energia solar

Sempre que for possível prefira a energia solar, que pode ser usada para aquecer a casa, edifícios e para até para gerar eletricidade.

Em casa

Antes de cozinhar retire da geladeira todos os ingredientes de uma só vez. Use o ventilador de teto. Ele gasta até 90% menos energia do que os outros ventiladores. Use somente pilhas e baterias recarregáveis. Elas duram anos e podem ser recarregadas até 1.000 vezes.

Tome banho de chuveiro e de preferência rápido (cinco a dez minutos no máximo). Separe o lixo orgânico (é todo resíduo de origem vegetal ou animal, ou seja, todo lixo originário de um ser vivo) do reciclável. Cerca de 3% do metano que ajuda a causar o efeito estufa é gerado pelo lixo orgânico doméstico.

Geladeira

Instale a geladeira e o freezer em local ventilado e longe do fogão. Nunca forre as prateleiras da geladeira com plásticos ou vidro, pois dificultam a passagem do ar e provocam aumento no consumo de energia. Procure não abarrotar as prateleiras, deixando espaço entre os alimentos para facilitar a circulação do ar.

Não deixe a porta da geladeira aberta desnecessariamente nem por muito tempo, pois isso faz com que o frio “escape” e exige mais trabalho do motor para baixar a temperatura interna novamente. Quando for viajar e ficar muito tempo fora, esvazie a geladeira e o freezer e desligue-os da tomada.

Lavar e passar roupa

Na hora de usar a máquina de lavar roupa, economize água e energia lavando, de uma só vez, a quantidade máxima de roupa indicada pelo fabricante. Coloque sempre a quantidade de sabão recomendada. Assim você não terá de fazer outro enxágüe, gastando mais energia elétrica, além de sabão e água.

Não use o ferro elétrico nos horários de pico (entre as 18h e as 21h) porque ele sobrecarrega a rede elétrica. Evite passar poucas peças de roupa de cada vez. Espere acumular uma quantidade razoável de roupa e passe tudo de uma vez só. Passe primeiro as roupas delicadas, que precisam de menos calor. No final, depois de desligar o ferro, aproveite ainda o seu calor para passar algumas roupas leves.

Luz

Evite as lâmpadas incandescentes. Elas custam menos, mas são as mais ineficientes. Uma lâmpada fluorescente compacta de 20 watts ilumina mais do que uma incandescente de 60 watts e pode durar até dez vezes mais.

Não pinte as paredes internas de sua casa com cores escuras, pois elas exigem lâmpadas mais potentes. Evite acender lâmpadas durante o dia. Abra a janela e aproveite ao máximo a luz do dia.

Ar-condicionado

Os aparelhos de ar-condicionado são os maiores consumidores de energia elétrica em uma residência. Eles só perdem para o boiler (aquecedor de água elétrico) e para o fogão elétrico, que é pouco usado no Brasil. Durante a o verão, o aparelho é responsável por um terço do gasto de eletricidade doméstico.

Compre um equipamento adequado para o ambiente, evitando o uso de um aparelho com muita potência em um lugar pequeno. Ao instalá-lo, evite que o sol bata sobre ele. Deixe as janelas e as portas do ambiente refrigerado fechadas e desligue o aparelho quando o ambiente estiver vazio. Feche janelas e cortinas, impedindo que o sol bata lá dentro, pois isso vai aumentar a temperatura interna e exigir mais trabalho do aparelho.

Mantenha os filtros sempre limpos porque a sujeira prejudica a circulação de ar e exige que o motor trabalhe mais, aumentando o gasto de energia.

Eletroeletrônicos

Evite usar eletrodomésticos, como máquinas de lavar e secar roupas, ferro e chuveiro no horário de pico, quando o consumo de energia elétrica é maior. Nesse horário, a iluminação pública é acionada e as luzes das residências, acesas.
O chuveiro elétrico é um dos equipamentos que mais consome energia em uma casa. Se cada pessoa reduzir a ducha diária de 12 para 6 minutos, economizará energia suficiente para manter uma lâmpada acesa por 7 horas.

Para gastar menos energia, deixe o chuveiro na posição “inverno” somente quando estiver frio. Evite tomar banho no horário de pico e feche a torneira ao se ensaboar ou usar xampu. Assim, além de energia elétrica, você também economiza água.

Fonte: R7

Esta entrada foi publicada em Dicas Úteis e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>