Queimadas aumentam 42% em Sorocaba

O período de estiagem ainda não começou, mas a Patrulha Verde, coordenada pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema) de Sorocaba, já iniciou os trabalhos preventivos e fez mudanças no atendimento, que agora está descentralizado, com equipes em três pontos da cidade: zonas norte, leste e oeste. A medida tem o objetivo de agilizar a chegada ao local do incêndio, apagando os focos com mais rapidez e diminuindo o prejuízo ao meio ambiente e à saúde. A época mais crítica geralmente começa no final de maio, mas o número de queimadas em Sorocaba já aumentou 42% de fevereiro a março deste ano, crescendo de 33 para 47 casos, respectivamente.

A secretária da Sema, Jussara Carvalho, explica que antes as três equipes da Patrulha Verde ficavam no Parque Natural Chico Mendes, na zona leste, e isso dificultava o acesso aos locais mais distantes, principalmente na zona norte, onde foram registrados 37% dos focos de incêndio em 2010. Na região, uma equipe fica na Casa do Cidadão da avenida Itavuvu, e na zona oeste, na Casa do Cidadão do Ipiranga. “Nós priorizamos a distribuição das equipes onde há maior número de queimadas. Com a Patrulha mais perto, ganhamos tempo no combate ao fogo”. Ela salienta que a Patrulha conseguiu apagar 96% dos focos em 2010 e agora a meta é agilizar o trabalho e diminuir os casos.

Os dois principais problemas em Sorocaba são a prática de limpeza de terrenos particulares com ateamento de fogo, e ainda os focos em áreas públicas de vegetação, onde o acesso e a detecção das queimadas são mais difíceis. “As pessoas precisam entender o mal que isso faz tanto ao meio ambiente, quanto a própria saúde delas”, alerta Jussara. No inverno o clima fica naturalmente mais seco e, com as queimadas, a umidade relativa do ar fica ainda menor, agravando problemas respiratórios. Além disso, ela destaca que a prática é um crime ambiental, e passível de multa de até R$ 3 por metro quadrado de área afetada.

Conscientização

A intensificação do trabalho preventivo é outra meta para este ano, com a capacitação de mais voluntários e conscientização nos bairros. A Patrulha Verde tem apoio de voluntários através dos Núcleos de Defesa Civil (Nudecs) e brigadas formadas por grupos de moradores, que auxiliam as equipes formadas pelos 12 servidores municipais, entre funcionários da Sema, da Secretaria de Segurança Comunitária (Sesco), da Defesa Civil e do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae). A Patrulha foi criada em 2006 como uma ação pública de apoio ao trabalho do Corpo de Bombeiros, no atendimento de focos de incêndio de menor porte. Todos são devidamente capacitados pelo Corpo de Bombeiros de Sorocaba e possuem equipamentos de combate ao fogo e segurança.

“Além da capacitação operacional, agora eles também passam por treinamento educativo sobre os problemas causados à saúde e ao meio ambiente”, afirma Jussara. A partir dessa preparação, os voluntários também vão orientar os moradores dos bairros. “Vamos aproveitar essa proximidade entre eles”, diz. Esse trabalho de conscientização, segundo a secretária, é essencial para a diminuição das queimadas. Em 2010 foram registrados 2.154 focos de incêndio, dos quais 2.003 foram apagados pela Patrulha Verde. “Os números vêm caindo, mas ainda de forma lenta. Precisamos mudar essa cultura de limpar terrenos com fogo, e para isso contamos com a ajuda da população”, diz Jussara.

Cuidados e denúncia

O aumento das queimadas preocupa todo o Estado, tanto que Coordenadoria Estadual de Defesa Civil está reforçando os pedidos de cuidado e as orientações à população para evitar os focos de incêndio. Não jogar cigarros ou fósforos acesos nas margens de rodovias, não soltar balões, evitar acender fogueiras e não provocar nenhum tipo de queimada, muito menos para limpar terrenos, são as principais orientações. Caso haja um foco de incêndio, as autoridades pedem que sejam denunciadas para o Corpo de Bombeiros, através do telefone 193.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*