Nos EUA mais de dois mil recordes de calor são alcançados ou quebrado

Mais de dois mil recordes de temperatura foram atingidos ou quebrados na última semana com uma onda de calor brutal que cozinhou boa parte dos Estados unidos, e junho teve mais de 3,2 mil recordes, disse a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) dos EUA na segunda-feira.

De 25 de junho a 1º de julho, cerca de 2.171 temperaturas foram ou ultrapassadas ou alcançadas, afirmou a NOAA. Nos 30 dias de junho, esse número aumentou para 3.215.

O meteorologista da Accuweather Alex Sosnowski declarou que o número de recordes quebrados foi muito incomum. Ele disse que embora muitos aspectos da onda de calor sejam desconhecidos, muito disso é por causa da falta de cobertura de neve nas planícies norte-americanas no final do inverno.

Em vez de o calor derreter a neve, ele aqueceu o solo, que por sua vez esquentou o ar. O aumento na temperatura fez as colheitas cresceram antes do previsto até agora; mas Sosnowski afirmou que a falta de chuva tem prejudicado o desenvolvimento das safras.

Sosnowski acrescentou que embora algumas áreas não estejam anormalmente quentes, como a Nova Inglaterra e o Noroeste, o centro do país experimentará altas temperaturas pelas próximas semanas, possivelmente até agosto.

Cinco estados tiveram mais de 100 recordes de temperatura quebrados em junho. O Texas teve 237 recordes quebrados, seguido pelo Colorado (226), Kansas (164), Missouri (126) e Arkansas (115).

Continue lendo em Instituto Carbono Brasil

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , , , , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>