Na Groelândia Satélites da NASA revelam iceberg com o dobro do tamanho de Manhattan

Um iceberg de 119 quilômetros quadrados, duas vezes o tamanho de Manhattan, se desprendeu do glaciar de Petermann na Groelândia, relataram pesquisadores da Universidade de Delaware e do governo canadense.

A quebra da geleira, que vem sendo prevista há anos, foi detectada na segunda-feira pelo sensor MODIS dos satélites Terra e Aqua. O iceberg foi primariamente registrado pelo Canadian Ice Service, um órgão da área ambiental do governo canadense.

Apesar de grande, o iceberg tem apenas metade do tamanho de outra ilha de gelo que se soltou do mesmo glaciar em 2010. Entretanto, a fratura é significativa, segundo Andreas Muenchow, professor associado de ciência física oceânica e engenharia da Universidade de Delaware.

“Apesar do tamanho não ser espetacular como o de 2010, o fato de ter acontecido tão em seguida do evento de 2010 coloca o limite do glaciar em um ponto onde não chegava em pelo menos 150 anos”, declarou Muenchow.

“A cobertura de gelo da Groelândia como um todo está diminuindo, derretendo e reduzindo de tamanho como resultado das mutações globais de temperatura do ar e do oceano, além das mudanças associadas, como nos padrões de circulação tanto no oceano como na atmosfera”.

Muenchow adicionou que o ar ao redor da parte norte da Groelândia aqueceu em cerca de 0,11 °C por ano desde 1987 – cerca de cinco vezes mais rápido do que a média global – apesar da temperatura da água ter um efeito maior sobre os glaciares. Ele comentou que ainda faltam dados sobre a temperatura do oceano na região.

Continuelendo em Instituto Carbono Brasil

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*