Na cadeia de fornecedores Brasil e EUA apresentam semelhanças em sustentabilidade

O Instituto Brasileiro de Supply Chain (Inbrasc) realizou um comparativo, baseado em um estudo do SCM World, principal referência de Supply Chain nos Estados Unidos, entre o Brasil e os EUA, que retrata pontos positivos e negativos, tais como as dificuldades e facilidades dos investimentos à sustentabilidade na área das cadeias de fornecedores (Supply Chain). O panorama foi projetado no começo do ano de 2012 e foram ouvidos os principais executivos da área.

O primeiro exemplo da similaridade entre as duas nações está ligada à iniciativa dos investimentos à sustentabilidade. A maior parte dos entrevistados, tanto no Brasil como nos Estados Unidos respondeu que a pressão dos líderes é o que mais influencia nos investimentos, com 45% das respostas escolhidas no Brasil e 38% nos Estados Unidos.

Continue lendo em Instituto Carbono Brasil

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*