Engenheiros discutem conhecimento de ampla utilização da madeira no setor da construção civil

O conhecimento dos profissionais de engenharia civil sobre matéria-prima proveniente de florestas é insuficiente, em especial quanto à questões de sustentabilidade, revela pesquisa da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq),da USP em Piracicaba. O estudo, coordenado pela professora Adriana Nolasco, do Departamento de Ciências Florestais (LCF) da Esalq, aponta que entre os engenheiros há deficiências em conteúdos técnicos, legais e ambientais, apesar da ampla utilização da madeira no setor da construção civil.

“A confirmação da hipótese contribui para a indicação de espécies inadequadas, para a compra de madeira ilegal e insustentabilidade nas cadeias produtivas florestais e da construção civil”, alerta a professora, que supervisionou o trabalho realizado pelas alunas de graduação em engenharia florestal, Giovana Indiani e Mayra Bonfim.

O estudo avaliou o conteúdo sobre madeira nos cursos de graduação em Engenharia Civil no Estado de São Paulo. Foram identificadas todas as instituições públicas e particulares, que oferecem o curso no Estado. Os dados foram coletados a partir da matriz curricular dos cursos e do programa/ementa das disciplinas oferecidas que tratam do tema. Foram realizadas, também, entrevistas com roteiro semi-estruturado via telefone e internet.

De acordo com o levantamento, o curso de graduação em Engenharia Civil é oferecido por 53 instituições de ensino no Estado, sendo 8 públicas e as demais privadas. A análise dos dados mostrou que o tema madeira é tratado em todos os cursos. No entanto, temas da área técnica são mais abordados que os relacionados à sustentabilidade e legalidade.

continue lendo em Instituto Carbono Brasil

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>