Em defesa da vida

Diante das tragédias registradas no início deste ano no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, no País e em várias partes do mundo, para serem discutidos o clima e o meio-ambiente no planeta não poderiam ser temas mais oportunos. A Campanha da Fraternidade 2011 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) aborda a “Fraternidade e a vida no planeta” e trabalha na conscientização apresentando uma análise da realidade que quer estabelecer as causas do aquecimento global e das mudanças climáticas. O tema mexe com o nosso dia a dia e toca na relação entre o aquecimento global e as atividades humanas; questiona o modelo energético brasileiro; denuncia o desmatamento e aborda o agronegócio e o atual modelo de desenvolvimento. Alerta também sobre as ameaças à biodiversidade e sobre o risco da escassez de água no planeta.

O centro do universo precisa estar na pessoa porque, muitas vezes, as políticas públicas não levam em conta o cidadão e, de modo especial, as classes desfavorecidas. Não é a primeira vez que os nossos bispos tratam de um tema relacionado à preservação da natureza e do meio ambiente. A abordagem do tema é feita em um momento apropriado, pois tratamos de uma questão essencial: a defesa da vida através do meio ambiente evitando, pois, a sucessão de desastres naturais. Concomitantemente são manifestos em questões como a do lixo e os resíduos em geral e a necessidade de se ampliar, por exemplo, a coleta seletiva de lixo. Temos questões fundamentais como a da água, que tanto nos preocupa e é nosso dever indagarmos: que práticas têm levado essa consciência ambiental para o cotidiano das cidades? Vamos aproveitar a Campanha da Fraternidade para prosseguirmos a nossa ação e a nossa reflexão sobre a vida no ambiente em que vivemos, antes que seja tarde demais.

Fonte: Jornal do Comércio

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*