Aquecimento global traz mais chuvas, diz estudo

O aquecimento global resultante da ação humana (emissão de gases do efeito estufa) pode ter aumentado a quantidade de chuvas no hemisfério norte.

É isso que dizem cientistas da Escócia e do Canadá, membros do IPCC (o painel da ONU para o clima), em estudo publicado na “Nature”.

Os especialistas estudaram dados de precipitação na segunda metade do século 20 (de 1951 a 1999) na América do Norte, Europa e Ásia.

Depois, eles criaram um “índice baseado em probabilidades”, a partir dos dados das chuvas diárias e acumuladas em cinco dias. e detectaram uma possibilidade real de aumento das chuvas

De acordo com os especialistas, a capacidade de retenção de água atmosférica aumenta quando a temperatura está mais alta.

Os resultados da pesquisa, porém, não são aplicáveis ao hemisfério sul.

“Nosso estudo não permite dizer se o aumento de chuvas na América do Sul também é consequência da ação humana”, disse à Folha o climatologista Francis Zwiers, um dos autores do trabalho.

Mas, de acordo com o climatologista José Marengo, do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), o Brasil já tem feito pesquisas usando os mesmos índices de chuva extremas que indicam que a ação humana aumenta a quantidade de precipitações.

MAIS ENCHENTES

Em estudo paralelo, publicado na mesma edição da revista “Nature”, cientistas dos EUA e Europa estudaram dados sobre inundações da Inglaterra e País de Gales, desde que os registros começaram, em 1766.

Na maioria dos modelos utilizados na pesquisa, o risco de enchentes aumentou 20% nesses países em 2000 (quando houve uma grande inundação nesses países).

O aumento das enchentes nesses dois países estaria relacionado tanto ao aumento das chuvas, quanto ao derretimento de geleiras.

“Vale ressaltar que enchentes estão mais relacionadas com a urbanização caótica do que com o aumento da quantidade de chuvas”, completou Marengo.

“Isso inclui as áreas serranas so Rio de Janeiro. Houve aumento de chuvas, mas a urbanização fez com que acontecesse o desastre”, diz.

Fonte: Jornal Floripa

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*