Aquecimento Global: Mudança climática leva Grã-Bretanha a plantar chá e azeitona

Aquecimento global faz o clima local ficar mais úmido e quente, possibilitando que agricultores experimentem novas culturas

IG

A mudança do clima está levando agricultores britânicos a fazer experiências com a produção de azeitonas e nectarinas, que são importadas do sul da Europa. Outra novidade é a primeira plantação de chá britânico favorecida pela alteração climática. As flores dessas variedades desabrocharão mais cedo e a colheita começará antecipadamente, enquanto a Grã-Bretanha caminha para tornar-se uma nação mais úmida e mais quente.

A plantação de chá começou na Cornualha, no sudoeste da Inglaterra, a região mais quente e hoje o centro da experimentação com novas culturas. “Tivemos a primeira oportunidade quando a temperatura se tornou mais amena em 1999, mas a primeira colheita foi em 2005, e nosso rendimento vem melhorando ano a ano”, disse Jonathan Jones, diretor da Tregothnan Estate, que planta 22 variedades de chá.

O agricultor Mark Diacono está experimentando uma ampla variedade de culturas como azeitonas, pecãs, pimenta Szechuan e damascos e inclui também em seu site um vinhedo da sua propriedade, que ele chama de “fazenda da mudança climática”.

David Leaver, professor emérito do Royal Agricultural College, diz que o potencial para novas culturas na Grã-Bretanha dependerá não apenas do grau do aquecimento global, mas também da possibilidade de criar novas variedades capazes de suportar climas mais frios. “O milho, por exemplo, nunca foi cultivado neste país, mas agora sua cultura está sendo cada vez mais tentada, principalmente por causa das novas conquistas dos pesquisadores, que conseguiram variedades que amadurecem mais cedo, e não por causa do aquecimento global – que não é o único fator que afeta a agricultura”, afirmou Leaver.

Robert Watson, do Ministério da Agricultura, advertiu que a mudança do clima também suscita preocupações na Grã-Bretanha, que depende em grande parte das importações de alimentos. “Se considerarmos o mundo como um todo, um aumento de 2 a 3 graus terá um impacto em geral negativo.”

Fonte: Midia News

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*