Aquecimento Global: Antárctida está a tornar-se mais verde

Um estudo recentemente publicado numaa revista da série Nature revela que, como consequência dos Verões mais quentes e longos, a área ocupada por uma das duas únicas espécies de planta com flor da Antárctida está a expandir-se.

A Antárctida como apenas um ambiente hostil e inóspito pode vir a ser cada vez menos uma realidade de acordo com um estudo que será publicado no primeiro número da revista Nature  Climate Change por cientistas britânicos e australianos.

Apesar de se apresentar maioritariamente coberta por gelo certas partes do continente tornam-se verdes no Verão, quando o solo se cobre de musgos e plantas pertencentes às duas únicas espécies nativas do continente.

Agora, a equipa de investigadores, revela que ao longo dos últimos 50 anos, a área de distribuição de uma das duas espécies de planta com flor nativas da Antárctida – Deschampsia antarctica -, tem vindo a expandir-se acompanhando as alterações da temperatura que resultam em Verões mais quentes e longos.

De acordo com o artigo, a propagação desta planta deve-se à sua invulgar capacidade de usar as suas raízes para aceder ao azoto que se encontra na matéria orgânica do solo, que com a subida das temperaturas se decompõe mais rapidamente, disponibilizando o nutriente, essencial para o crescimento da vegetação.

Fonte: NaturLink

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*