Apartir de 2020 UE pode utilizar Assigned Amount Units

A Comissão Europeia pode discutir a possibilidade de permitir que as Assigned Amount Units (AAUs) do Protocolo de Quioto, que estão em poder dos governos, possam ser usadas para alcançar metas sob o Esquema de Comércio de Emissões da União Europeia (EU ETS).

O pedido veio da Polônia, que afirmou que permitir o uso de créditos globais ajudaria a Europa a ligar seu mercado de carbono com outros países, ajudando assim a estabelecer mecanismos bilaterais.

Atualmente, as chamadas Assigned Amount Units (AAUs), alocadas sob o Protocolo de Quioto, não podem ser utilizadas pelos países europeus para alcançarem suas metas domésticas.

A proposta polonesa deve enfrentar a oposição de outras nações, que temem que se as AAUs forem utilizadas no EU ETS o preço do carbono despencaria ainda mais. Os créditos no mercado europeu já estão com preços muito abaixo do que seria o ideal para o mecanismo ser uma ferramenta eficiente de estímulo às novas tecnologias de produção mais limpas.

“O suprimento de AAUs é estimado entre 10 a 15 gigatoneladas, enquanto o tamanho do EU ETS é de duas gigatoneladas. Isto significa que se se forem incluídas no mercado, o preço do carbono automaticamente irá a zero”, afirmou Artur Runge-Metzger, principal negociador climático da UE, durante uma conferência em Varsóvia, na Polônia.

“Porém, a inclusão de uma fração das AAUs pode ser discutida mais para frente”, completou.

O porta-voz da Comissão Europeia Isaac Valero-Ladron afirmou que a possível inclusão das AAUs no EU ETS só poderia ser considerada após o fim da terceira fase do esquema, em 2020.

Continue lendo em Instituto Carbono Brasil

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>