ANP processa Chevron pela quarta vez desde vazamento de óleo no Campo de Frade

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) autuou mais uma vez a empresa norte-americana Chevron, em decorrência do vazamento de petróleo no Campo de Frade, na Bacia de Campos, em novembro deste ano. A ANP autuou a Chevron no dia 29 de dezembro por não ter adotado medidas para a conservação dos reservatórios do poço 9-FR-50DP-RJS no campo de Frade.

A ANP abriu processos de investigação para apurar as causas do acidente e as infrações cometidas pela Chevron, que já foi autuada quatro vezes. Primeiro, por descumprir o Plano de Abandono do Poço, já que não dispunha dos equipamentos necessários à execução do plano que ela mesma havia submetido à Agência. Segundo, por omitir informações ao órgão regulador, ao entregar imagens editadas das filmagens feitas por veículo remoto nos pontos de vazamento.

Além disso, a companhia teve suspensas suas atividades de perfuração no Brasil até que se esclareçam os fatos e os responsáveis. A medida não alcança as atividades necessárias ao abandono definitivo do poço que deu origem ao vazamento nem restauração das suas condições de segurança.

continue lendo em Instituto Carbono Brasil

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>