500 toneladas de sucatas são retiradas do Estado

O ganho ambiental vem pelo Programa de Eficiência Energética da Enersul, que tem como missão orientar e conscientizar a população para o uso sustentável da energia elétrica. Uma das ações que ajudam atingir esse resultado é substituir geladeiras antigas, e de alto consumo de energia, por refrigeradores modernos e até 4 vezes mais econômicos, ou seja, com um consumo mensal de apenas 15,8 kWh.
A troca, destinada às famílias de classe baixa renda, é gratuita mas no final ganham também outras classes na forma de preservação do meio ambiente e contribuições para a melhoria da qualidade de vida.
Toda sucata recolhida é destinada a um processo de reciclagem. O desmonte e processamento das carcaças são feitos na região na região de Campinas por uma empresa certificada. Até lá os velhos refrigeradores são transportados com o necessário monitoramento já que essas geladeiras antigas contém o gás CFC, um produto químico altamente danoso à camada de ozônio responsável pela manutenção da temperatura do planeta.
Nesta quinta-feira, ao concluir mais uma etapa do Programa de Eficiência Energética nas cidades de Sonora e Rio Verde, a Enersul totalizou o recolhimento de 10.780 geladeiras antigas. Esse volume deixa o meio ambiente de Mato Grosso do Sul livre mais de 500 toneladas de sucata geladeiras.
Para melhorar ainda mais o desempenho da economia no consumo de energia, a Concessionária já realizou a adequação nas instalações elétricas em mais de 26 mil residências e substituiu também 127 mil lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas, totalizando um investimento até agora de R$ 54 milhões.

Fonte: Correio do Estado

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*